Cases / A Boa do Dia

Histórias para não esquecer…

O senhor aceita um café?

A missão era visitar todos os vendedores e todos os representantes de venda do Brasil. E assim aconteceu. Numa destas, um de nossos marketeiros se dirigiu ao nordeste deste nosso país para trabalhar com um representante de vendas do interior de Pernambuco. Seria a primeira visita de alguém da matriz aquela região. A primeira parada foi num distribuidor. O maior e mais importante da carteira do representante. A loja era bem simples. Um galpão com algumas salas ao fundo. Na frente ficavam os produtos e um balcão separava os vendedores dos clientes.

Ao chegar nosso marketeiro se dirigiu, juntamente com o representante, a sala do proprietário. Era uma sala simples. Notava-se uma falta de zelo com a pintura e com a organização. Mas era o nosso principal canal de vendas daquela região, e isto é o que importava. Assim que se sentaram, o proprietário diz “O senhor aceita um café?”. O nosso marketeiro agradeceu, mas recusou a oferta dizendo que já havia tomado café no hotel (na verdade ele não gostava de café!).

Ao longo da visita, um ruído interrompeu a conversa. Era um “miado” que vinha do forro bem acima da sala. O proprietário interrompeu a reunião com um murro na mesa, soltando um monte de palavrões… “maldito gato” dizia ele. Antes de voltar ao assunto ele pergunta ao nosso marketeiro “O senhor aceita um café?”, ao que ele responde educadamente “não obrigado”. A conversa continuou assim como o miado… mais alguns murros na mesa, mais alguns palavrões e nada. O gato seguia firme lá.

De repente o proprietário abre a gaveta da mesa, tira um revólver, e dispara em direção ao teto. Nossos colegas ficam imóveis. Sem pronunciar uma palavra sequer. O miado simplesmente desaparece. Quebrando o silêncio o proprietário pergunta mais uma vez “O senhor aceita um café?”. Ao que nosso marketeiro responde prontamente: “Sem açúcar por favor”.

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: